Blog

Blog

A arte de impressão limitada.

A arte da Fine Art

Muitos colecionadores desconsideram as impressões. Mas impressões podem, muitas vezes, valer mais que uma arte original.

As impressões são frequentemente vistas como cópias produzidas em massa de obras de arte famosas que não são tão valiosas ou que valem a pena investir. 

Mas nada pode estar mais longe da verdade. As impressões podem ser tão valiosas quanto qualquer outra obra de arte e sabe-se que certas impressões atingem preços de sete ou oito dígitos nos leilões. 

Uma das primeiras impressões de Pablo Picasso, intitulada The Frugal Repast (Le repas frugal), foi vendida por 1.945.250 libras esterlinas em 2012, enquanto Au lit: Le baiser, uma litografia de Toulouse-Lautrec, alcançou um preço impressionante de US $ 12.485.000.

A compra de impressões pode ser uma ótima maneira de adquirir peças de artistas famosos a preços acessíveis, mas também pode ser um ótimo complemento para uma coleção geral que combina com todo o corpo de trabalho de um determinado artista (pinturas, desenhos e gravuras) ) Como custam apenas uma fração do preço de uma pintura ou fotografia, as impressões também são uma ótima maneira de os novos colecionadores de arte iniciarem sua coleção.

Os revendedores frequentemente confundem os compradores com termos especializados, como “impressão em edição limitada”, “assinada pelo artista”, “” prova do artista “e similares. A compreensão desses termos é crucial para tomar uma decisão informada e determinar o valor de uma impressão

Arte original vs. Reprodução

Nem todas as impressões de arte são reproduções de outras obras de arte famosas. Muito pelo contrário, existem muitas obras de arte que são feitas apenas como impressões. Essas impressões são chamadas de impressões originais, enquanto as impressões que representam cópias de outras peças de arte são chamadas de reproduções. Assim como pinturas ou esculturas, as impressões de arte originais são uma obra de arte original que agrega valor e preço. É por isso que você deve pagar muito mais por uma impressão artística original do que pela reprodução.

Assinado vs. Impressões não assinadas

A maioria dos artistas assina suas impressões no canto inferior direito da peça. Considera-se que, ao assinar uma impressão, o artista a aprova e a reivindica como seu próprio trabalho. Às vezes, as impressoras também assinam uma impressão que produzem, e é por isso que certas peças têm duas assinaturas. As assinaturas contam muito no mercado de impressão, uma vez que aumentam a autenticidade da obra de arte. O valor de uma impressão assinada geralmente é duas ou mais vezes maior que o valor de uma impressão não assinada; portanto, se você tiver uma opção, é sempre melhor optar pela versão assinada.

Aberto vs. Impressões de edição limitada

As impressões são produzidas em séries chamadas edições. Cada edição contém várias impressões feitas de uma única placa em uma única execução. Diferentemente das impressões de edição ilimitada (também conhecidas como edições abertas), que podem ser reproduzidas um número infinito de vezes, edições limitadas são (como o nome sugere) feitas em quantidades limitadas. As edições limitadas podem conter entre 2 e vários milhares de impressões, dependendo da técnica usada e da intenção do artista. As impressões de edições pequenas mantêm a exclusividade e atingem preços mais altos do que as impressões de edição grande.

O que é um número de execução de impressão?

Cada impressão em uma edição limitada é numerada, geralmente em um lápis na parte inferior da impressão. Esse número (que se parece com uma fração) é chamado de número da tiragem e mostra a posição da impressão na edição. O número da tiragem é vital para determinar o valor de uma impressão.

O denominador (o número inferior na fração) mostrará quantas impressões foram impressas em uma edição. O número superior (numerador) mostrará quando cada impressão foi criada durante a execução. Por exemplo, se você vir um número 15/100 em sua peça, isso significa que você tem a 15ª impressão da edição que contém um total de 100 impressões.

No que diz respeito aos números da tiragem, a regra é simples: quanto menor o número, maior o valor. As primeiras impressões na tiragem geralmente atingem preços mais altos, pois são consideradas as mais próximas da ideia original do artista.

Artistas podem deixar suas obras a um valor mais acessível tirando fotos de seus trabalhos e imprimindo em Fine Art. 

A Galeria Visual indica aos seus artistas o ateliê Dois e meio. Eles podem indicar desde o melhor papel, até profissionais para tirarem foto de suas artes.

O Ateliê Dois e Meio

Criada em 2019, a Dois e Meio é uma iniciativa de quatro artistas de São Paulo. Fio Monteiro, Felipe BIT, Karine Guerra e Vini Meio se juntaram para montar o Ateliê e oferecer o serviço de impressão Fine Art.

Por saber parte das problemáticas em produzir arte independente o grupo faz questão de estar presente em todos os processos da impressão.Os preços, o atendimento, o envio e a divulgação dos trabalhos na Dois e Meio é formatada para atender artistas independentes, não importando se o artista tem ou não conhecimento em arquivos digitais ou detalhes técnicos da impressão Fine Art. 

Gráfica X Fine Art

A impressão Fine Art tem muito mais qualidade, durabilidade e fidelidade de cor, se comparada a uma impressão digital de uma gráfica comum, que trabalhe com qualquer impressora a laser ou jato de tinta. A qualidade de um impresso Fine Art é museológica, se bem cuidada ela tem garantia de vivacidade de cor de mais de 120 anos.

Uma impressora de alta tecnologia de uma gráfica comum tem de 4 a 6 cores na sua gama de impressão. A impressora usada para Fine Art tem 12 cores, isso faz com que o impresso alcance a sua melhor qualidade.

Detalhes técnicos

Trabalhando com as melhores marcas de papéis do mercado (Canson e Hahnemuhle) a Dois e Meio conta com uma gama de papéis especiais e de diversas gramaturas, todos com qualidade museológica e próprios para impressão Fine Art. 

Os pigmentos minerais usados pela Dois e Meio são originais Canon, trata-se da linha “Lucia Pro INK”, a tinta mais indicada para impressão de obras de arte.

A impressora Canon ImagePROGRAF usada no Ateliê é uma das mais usadas no mundo para imprimir obras de arte. Ela conta com uma largura de impressão de 60cm e tem capacidade para quase 30 metros contínuos papel impresso.

Entrega direta

O Ateliê Dois e Meio disponibiliza o envio direto para o cliente do artista, facilitando assim o tempo entre impressão e cliente final, esse serviço funciona para todo o Brasil. Para saber mais sobre esse e outros serviços entre em contato com o Ateliê Dois e Meio pelo instagram @ateliedoisemeio e tire suas dúvidas.

Dicas para comprar arte on-line

mundo da arte pode não precisa ser um reino confuso e misterioso, e de preços altos.

Existe muita arte acessível por aí que pode transformar e personalizar sua casa.

Analisamos os conselhos de colecionadores de arte, líderes do setor e designers de interiores para oferecer a você as principais dicas essenciais para a compra de arte para sua casa. 

Isso o ajudará em sua jornada, da descoberta à compra e, finalmente, à sua casa ou espaço de trabalho.

Uma obra de arte pode mudar instantaneamente a aparência da sua casa. Se você deseja enquadrar uma impressão no corredor para tornar a entrada da sua casa mais acolhedora, ou pendurar uma pintura em aquarela na sala de estar para complementar seu esquema de cores, a arte tem uma maneira de trazer diversão, harmonia e estilo à sua vida espaço.

Você está pronto para abraçar o efeito transformador que a arte pode ter em sua casa?

1. Considere seu espaço

Ao comprar arte on-line, pode ajudar a ter algumas considerações práticas em mente, como o tamanho da peça e como ela se encaixará em sua casa. 

Pense em onde a luz solar direta cai, pois isso pode afetar o meio escolhido, e também pense em como você usa seu espaço – se é uma área em que você senta e lê em silêncio, ou um espaço para entreter os convidados do jantar, então uma peça para refletir o clima seria perfeito.

Pode ser útil ter uma nota das dimensões da parede em mãos ao fazer compras on-line para garantir que você esteja navegando nas peças que se encaixam. 

Você sempre pode imprimir uma foto de uma peça e segurá-la contra a parede para ter uma idéia melhor de como ela pode parecer na sala e verificar as dimensões cortando um pedaço de papel de jornal no tamanho desejado e usando-o como guia. .

2. Pense na sua decoração

Introduzir arte em sua casa é uma das melhores maneiras de adicionar personalidade a um espaço de vida. 

É importante pensar em como a peça funcionará com sua decoração interior atual, mas lembre-se de que sua arte provavelmente superará seu estilo atual; portanto, não tenha medo de se apaixonar por algo inesperado – às vezes uma obra de arte muito contemporânea pode realmente brilhar em um período interior, por exemplo.

Adicionar arte-final a uma sala é uma ótima maneira de introduzir cores sem redecorar. 

Uma peça brilhante pode iluminar instantaneamente uma sala ou até contrastar com móveis e cores existentes. Se você está procurando uma peça para unir uma sala, considere uma obra de arte que escolha uma ou duas cores principais do seu tema.

3. Descubra o seu estilo

Com tantas opções disponíveis, a compra de obras de arte on-line pode parecer um pouco assustadora no início, especialmente se você ainda não descobriu seu gosto pessoal.

Uma ótima maneira de começar é obter uma compreensão básica dos estilos artísticos e dos diferentes tipos de mídias disponíveis antes de fazer uma compra. Você pode desenvolver seu gosto navegando pelas páginas de revistas de arte e interiores para procurar peças que chamam sua atenção.

Seguir estilistas e artistas de interiores no Pinterest e Instagram pode ajudar a determinar seus gostos, além de ser uma ótima fonte de inspiração! 

Depois de encontrar seu estilo, a obra de arte certa pode dar vida a qualquer ambiente.

4. Pesquise o artista

Como comprar qualquer outra coisa de valor, é importante fazer sua pesquisa ao comprar arte on-line. 

Antes de se comprometer com a compra, mergulhe um pouco mais fundo na afirmação de seu interesse e aprenda sobre o artista cujo trabalho você deseja comprar.

Conhecer a história do artista ou da obra de arte traz uma intimidade e valor que vão além do interesse visual e tornam a peça muito mais especial.

5. Não tenha medo de fazer perguntas

Se você pesquisou o artista e ainda tem algumas perguntas não respondidas, aproveite para  falar diretamente com o artista e pergunte tudo o que puder sobre o ele e peça em particular.

Construir um relacionamento com o artista é uma ótima maneira de alavancar sua própria coleção, pois eles poderão desenvolver obras para você com base no seu gosto.

 

Depois de obter todas as informações necessárias, você deve se sentir confiante o suficiente para comprar arte on-line – com o bônus adicional de poder fazer tudo isso no conforto do seu sofá.

Como fotografar a sua arte

Dicas para tirar fotos da sua obra de arte

Você não precisa ter uma super câmera para tirar boas fotos. Hoje em dia com a câmera de um celular você pode fazer milagres.

Mas para tirar fotos de obras de arte você sempre precisa tomar alguns cuidados. Aqui estão algumas dicas básicas para melhorar as suas fotos.

– Iluminação é essencial. Tente tirar fotos na luz do dia, perto de uma janela, com luz natural e desligue o flash ou ajuste o efeito. A cor e a exposição na imagem precisam estar o mais próxima possível das cores da arte original.

– Tirar fotos em uma superfície plana ou com um tripé para impedir que sua câmera se mova.

– Procure sempre o melhor ângulo para fotografar, uma boa opção é sempre tirar bem de frente, tentando sempre deixar a câmera paralela a sua peça na hora da foto e tire sempre várias fotos do mesmo ângulo. Use ângulos atraentes, diretamente na frente do trabalho, ângulos mostrando detalhes especiais da peça (pinceladas) e outros ângulos criativos

– Certifique-se de que a lente esteja livre de sujeira, para que suas fotos saiam bonitas e nítidas.

– Use uma ferramenta de edição de fotos para cortar e editar suas fotos, existem muitos programas que você pode usar para editar suas imagens.

Para celular o  Snapseed é uma boa opção. Ele é um editor de fotos completo e profissional desenvolvido pelo Google.

Para computador o Picasa tambem é uma ótima opção gratuita e pode ser usado em computadores Windows e Mac. Se você usa um computador Mac, o iPhoto também é uma opção ideal.

Conecte sua câmera ao computador e veja todas as fotos que você tirou. Escolha as melhores fotos e usando a ferramenta de corte, verifique se a única coisa que você vê nas fotos é a arte em si. Fotos glamourosas da moldura e do fundo são legais, mas a arte é a parte mais necessária.

– Às vezes, ajuda a aumentar levemente o contraste da imagem para tornar seu trabalho mais realista. Cuidado para não exagerar na edição. Salve a imagem no seu disco rígido como um arquivo .JPEG e selecione a qualidade mais alta possível para o seu computador.

Agora, as imagens da sua arte estão prontas para serem carregadas na Galeria Visual, então vá para o site e clique em Curadoria no menu suspenso do usuário e em adicionar produto.

Caso você precise de mais informações ou ajuda, não hesite em nos procurar.

Abraços

Como promover a SUA galeria

Promova sempre sua galeria

É uma boa ideia tornar sua galeria interessante e informativa; os clientes devem ter a oportunidade de explorar e aprender algo sobre você como artista quando visitarem o site. Mas como é uma galeria interessante e como você pode criar uma? Segue algumas dicas para deixar sua galeria mais atrativa.

– Tente sempre deixar a sua galeria atualizada. Inclua sempre o máximo de trabalhos que você conseguir, obras vendidas e a venda. Isso mostra que o quanto você produz e que outras pessoas também se interessam em seu trabalho. É interessante falar o que te inspirou, materiais e sua motivação.

–  Mostre sempre as fotos com uma boa qualidade, que seja fiel a sua obra. Procurar ver se as cores correspondem as do seu trabalho. Colocar fotos de diferentes ângulos da mesma peça, pode dar aos clientes uma apreciação mais completa da obra. Lembre-se que é com essa imagem que você vai vender o seu produto.

– No seu perfil tente escrever uma biografia bem escrita que conte às pessoas sobre você, coisas como seu histórico, como você começou, o que te inspira a criar etc. Este também é o lugar para se gabar de outras exposições e galerias de que você já participou, sua educação, e cursos que você fez, por isso não tenha medo de dar tudo de si!

-É importante que você forneça a cada uma das peças as categorias e palavras-chave adequadas para que as pessoas possam encontrá-las na pesquisa da Galeria Visual. Muitos compradores têm preferências claras e sabem o que querem comprar. Alguns estão interessados ​​em um determinado gênero ou meio.

– Compartilhe muito sua galeria com sua rede e fãs. Se você usa o Facebook, Instagram, Pinterest ou outras mídias sociais, pode convidar seus fãs e seguidores para o Galeria Visual compartilhando sua galeria. Se você tem um blog, também é uma boa idéia vincular sua galeria a ele. Por fim, se você conhece outros artistas que estariam interessados ​​em exibir seus trabalhos ou clientes que desejam comprar algo novo e interessante, você pode encaminhá-los diretamente pela Galeria Visual. À medida que mais pessoas são adicionadas, a comunidade da Galeria Visual se torna ainda mais vibrante, com artistas e clientes de todo o mundo.

Não se esqueça – Impulsione os outros para se impulsionar. Compartilhe sua opinião com outros artistas que merecem elogios por seu trabalho. Tente sempre ajudar com comentários ou um dar um incentivo.

Lembre-se artistas unidos tem mais força.

Caso você precise de mais informações ou ajuda, não hesite em nos procurar.

Abraços

Como embalar a sua arte para envio?

Como embalar a sua arte

Enviar obras de arte valiosas requer uma enorme responsabilidade, pois nenhuma das partes gostaria de se deparar com obras de arte arruinadas no ato da entrega.

Segue então algumas dicas em como embalar corretamente:

  1. Escolha uma caixa de tamanho adequado, com espaço suficiente para a obra de arte e bastante acolchoamento para protegê-la. Usar uma caixa muito grande ou muito pequena pode danificar a obra de arte durante o transporte. Verifique se você tem espaço suficiente para o material de embalagem usando uma caixa um pouco maior que a arte.
  2. Se você estiver enviando uma pintura com vidro, use fita adesiva de pintor sobre o vidro para impedir que, em caso de acidente, o vidro quebrado danifique a pintura.Para pinturas que não tenham vidro cobrindo-as, certifique-se de proteger a superfície da obra de arte com materiais que não reajam com a tinta. Uma boa pedida é o papel de seda sem ácido na frente e atrás. Para proteção adicional contra umidade, envolva o trabalho artístico com fólio de plástico.
  3. Coloque duas ou três camadas de papelão nos dois lados da arte para evitar qualquer tipo de flexão. Prenda com fita adesiva a parte externa dos pedaços de papelão para que fiquem juntos. Certifique-se de que os cantos estejam protegidos. Se você estiver enviando múltiplos itens, coloque acolchoamento entre cada objeto para garantir que não haja fricção entre eles.Muitas tintas à base de óleo levam até seis meses para secar. Assim, se sua obra de arte foi concluída recentemente, seria interessante dar algum tempo para a secagem antes de enviá-la. Enrolar uma pintura para colocá-la num tubo de envio pode fazer a tinta descascar. Portanto, sempre é melhor embalar pinturas em posição estendida.
  4. Tape a abertura da caixa e reforce todos os cantos. Use fita de embalagem transparente ou marrom, fita de embalagem reforçada ou fita de papel com pelo menos 5 cm de largura. Não use fita adesiva, fita celofane ou cordão, porque geralmente não são fortes o suficiente.
  5. Marque as caixas escrevendo “Frágil” em todos os lados e inclua endereços claros, legíveis do destinatário e do remetente, bem como telefones para contato.
  6. É altamente recomendável que você faça um seguro total ao enviar a sua obra de arte. Quando o pacote está seguro, você pode receber um reembolso de compensação por uma remessa danificada ou perdida. Incentivamos você a conversar com o correio local sobre as oportunidades de seguro de sua remessa.

 

Como colocar preço na sua arte:)

Como colocar preço na sua arte:)

Decidir quanto vale a sua arte é uma tarefa delicada.

Saber precificar sua arte enquanto atrai compradores pode ser complicado.

Tentando ajudar a facilitar este processo decidimos fazer um post para que você possa tirar o melhor proveito da venda de sua arte on-line.

– Olhe para o mercado:

Devemos considerar o mundo da arte ao seu redor. Pesquise o que está à venda e o que está em alta atualmente para ter uma idéia aproximada por quanto as pessoas estão vendendo suas artes, mesmo que a arte deles não seja muito parecida com a sua. Preste muita atenção ao tamanho e ao meio das obras de arte disponíveis, pois todos esses fatores afetarão o valor de uma obra.

Quanto mais consciente você estiver do quadro geral, do que os outros artistas fazem, quanto cobram por ele, quem o compra por quanto e por quê, melhor preparado você está para precificar sua arte para que ela tenha a chance de vender. Um bom teste é pensar em como você se sente sobre os preços no mercado, em comparação com o seu próprio trabalho. O preço que você tem em mente parece muito alto ou muito baixo no mercado? Nesse caso, pode valer a pena pensar em revisar seu preço.

Lembre-se de manter a reputação em mente. Os artistas que apareceram em galerias ou que se destacaram on-line pelo instagram, facebook geralmente podem cobrar mais. O valor de uma produção é subjetivo

– Defina as etapas:

Infelizmente, não existe uma fórmula mágica para definir o preço de seu trabalho artístico. Mas um atalho fácil é pensar no custo e organizar o seu fluxo de trabalho.

Você deve estar sempre ligado em: Qual material que você utiliza, se você compra em atacado, preço de envio dos materiais, se aluga ateliê, se paga alguém para ajudar, se gasta com marketing, você sempre deve levar em consideração os custos e o tempo necessário para criar sua arte brilhante.

Alguns pintores de óleo calculam uma soma com base em uma certa quantidade por 5cm², que seria então calculada com base nos materiais utilizados e no tempo gasto – e esse é certamente um bom ponto de partida.

Outra coisa para pensar em quantas peças você produzirá. Obviamente, uma obra de arte única justificará um preço mais alto em comparação à tiragem. Mas se você quer fazer uma tiragem, quantas?

Se a tiragem for limitada, novamente o preço será mais alto.

– Saiba o valor da sua arte:

Conheça a sua arte e saiba seu valor. É importante olhar para o mercado e levar em conta outras obras de arte, mas você nunca deve se vender por menos.

Pense em quanto vale o seu tempo. Quantas horas você investiu em seu trabalho artístico? Se sua arte é um hobby ou sua carreira, pense em quanto você espera ser pago pelo seu tempo em outros empregos.

– Uma imagem vale mil palavras.

Apresentar suas obras em uma galeria de arte on-line, exigem imagens de alta qualidade, pois é a foto que vai vender sua obra ou você como artista.

Você não precisa ter uma câmera profissional e nem entender muito sobre fotografia para retratar com transparência sua obra.

Você tem que escolher um local com luz natural, clara e suave.

A foto deve ser tirada com a qualidade de imagem mais alta possível da nossa câmera e a foto deve estar bem focada.

A cor e o brilho da foto original devem ser o mais semelhante possível ao trabalho.

É altamente recomendável tirar várias fotos da mesma foto, mesmo que pensemos que a primeira foi bem.

Uma foto pode fazer a toda a diferença na apresentação e na hora de vender seus trabalhos.

– Ouça seus clientes:

Por fim, sua arte vale tanto quanto as pessoas estão dispostas a pagar por ela; portanto, seu maior recurso quando se trata de precificar sua arte são outras pessoas.

Pergunte a alguém em quem você confia no que eles pensam e converse honestamente com seus clientes sobre o que eles acham de seus preços. Quando você começa, pode ser uma boa ideia vender várias peças em diferentes categorias de preço.

Na Galeria Visual o responsável por colocar preço na arte é você. Então estude o mercado, os artistas e seu público.

Por fim, lembre-se que artistas unidos tem mais força e que as galerias online são o futuro.

Esperamos que vocês tenham gostado.

Lembrando que a Galeria Visual é um site de todos para todos. Não deixe de compartilhar sua opinião e deixar suas dicas:)

Como promover sua arte:)

 

 

Promover sua arte nem sempre é fácil…

Geralmente artistas gostam de produzir mas mesmo sendo um artista fantástico, sem um pouco de marketing ou um bom network, fica complicado alcançar um público mais amplo.

Saber distinguir seu trabalho para atingir o público certo é crucial para alcançar o sucesso. Criar sua própria rede, construir uma comunidade é importante e também aumentará sua confiança e definirá o caminho de sua evolução.

Pense no que você deseja alcançar, defina uma meta.

Algumas dicas para ajudar você a promover sua arte com eficiência:

Tenha um portfólio forte e definido: Antes de iniciar qualquer tipo de promoção, certifique-se de exibir um conjunto incrível de trabalhos, caso contrário as pessoas perderão rapidamente o interesse e procurarão em outro lugar.

Um portfólio forte ajudará você a desenvolver sua própria marca e estabelecer sua imagem na mente das pessoas, além de atrair visitantes. Publique seu trabalho em seu site e mídias sociais, crie uma galeria (online ou física). É uma maneira fácil de desenvolver seu material de marketing.

Atualize-o com todo o seu trabalho. Peças antigas, vendidas e novas precisam estar acessíveis. Ele mostrará o quão ativo você é e que você já tem um público interessado.

Lembre-se, as pessoas atraem pessoas.

Como ponto extra, não hesite em compartilhar a história por trás de cada peça: sua inspiração, método, quando você a criou, que tipo de marca você gostaria de deixar … envolverá os espectadores em outro grau e ajudará a compartilhar sua história. conteúdo.

Crie sua página de artista: É uma maneira fácil para os amantes da arte encontrarem você e seu trabalho. Mantenha-o atualizado com as últimas peças. Escrever postagens no blog também é uma maneira fácil de gerar tráfego para o seu site. Mantenha-os bem escritos, informativos e úteis. Escreva sobre suas paixões, como você cria suas peças, o que o inspira … Mantenha o público interessado, mas o trabalho sempre em relação ao seu mundo. Mantenha um boletim informativo para criar uma lista de e-mail e manter as pessoas interessadas e atualizadas sobre o seu trabalho.

Tenha uma forte presença na Internet: As mídias sociais são uma maneira fácil (e necessária) de atingir um amplo público hoje. Certifique-se de estar ativo e poste regularmente no Instagram, Facebook, Pinterest ou Tumblr. Você não precisa estar presente em todos eles, escolha os adequados em relação ao seu trabalho e necessidades. Postar um vídeo (ao vivo) de você trabalhando é uma ótima maneira de obter reações e compartilhamentos também.

As galerias on-line já são o futuro. É uma maneira barata, rápida e eficiente de se tornar mundialmente acessível e conhecida. Através da Galeria Visual, você pode criar uma comunidade, se familiarizar com seus clientes e criar uma experiência única para todos.

Network: Network é um termo que vem do inglês (“net” é rede e “work” é trabalho) e significa rede de relacionamentos ou rede de contatos. O que é networking, então: trata-se de uma rede de pessoas que trocam informações e conhecimentos entre si, e que pode ser muito mais poderosa do que você pensa.

Um networking rico e bemalimentado pode aumentar suas oportunidades de sucesso profissional. Por meio da convivência e do apoio de pessoas com propósitos e objetivos similares, é possível melhorar projetos, fazer contatos e criar coisas totalmente novas. Assim, é importante saber dominar e desenvolver o poder do bom networking.

Participe de eventos: Participar de eventos artísticos é uma boa maneira de fazer sua presença ser notada, receber feedbacks do público, novas oportunidades de arte etc. Podem ser muitos tipos diferentes de eventos. Ofereça-se para uma organização de arte, compartilhe um projeto com outro artista, faça projetos comunitários (feiras de arte, expo de rua, estúdio aberto…) para se tornar conhecido localmente.

A idéia ainda é a mesma: construir uma presença, sair, ser visto! INTERNET ajuda muito, NETWORK mais ainda.

Esperamos que vocês tenham gostado.

Lembrando que a Galeria Visual é um site de todos para todos. Não deixe de compartilhar sua opinião e deixar suas dicas.